CRESCE PROCURA POR AÇO

20/2/2013

Recorde de venda faz Gerdau lucrar R$ 2,l bi.

Empresa supera efeitos da desaceleração da economia global e da crise européia.

A Gerdau encerrou o ano de 2011 com recorde histórico de vendas físicas consolidadas, de 19,2 milhões de toneladas, impulsionado pela maior demanda por aços longos no continente americano, com destaque para os mercados da construção civil e indústria.

O volume de vendas alcançado no exercício representa 10% de crescimento sobre o desempenho comercial do ano anterior. No quarto trimestre, as vendas físicas consolidadas atingiram 4,7 milhões de toneladas, expansão de 4% sobre os últimos três meses de 2010.

Esse foi um dos motivos para que a empresa chegasse a um lucro líquido consolidado de R$ 2,1 bilhões no exercício. No quarto trimestre, o lucro líquido atingiu R$ 472 milhões, apresentando 12% de crescimento perante os três últimos meses de 2010.

A receita líquida consolidada evoluiu 16% no quarto trimestre perante o mesmo período do ano anterior, chegando a R$ 9,1 bilhões e, em 2011, alcançou R$ 35,4 bilhões. No quarto trimestre, a produção consolidada de aço atingiu 4,7 milhões de toneladas, um acréscimo de 8% em comparação com os últimos três meses de 2010. Ao longo do ano, a produção de aço consolidada cresceu para 19,6 milhões de toneladas.

Influenciada pela expansão da receita líquida, a geração de caixa operacional (Ebitda) consolidada passou de R$ 815 milhões no quarto trimestre de 2010 para R$ 1 bilhão no mesmo período de 2011. O Ebitda de 2011 alcançou R$ 4,7 bilhões, ainda que os custos das matérias-primas tenham sofrido uma elevação importante, prejudicando os resultados operacionais da companhia.